Professor de História da USP e de Ciência Política da Unicamp pedem censura a intelectual negro por ser “stalinista”

"Claramente, o que se cobra é censura. O pressuposto, veja bem, não é se a produção é ruim ou boa, mas simplesmente que ela não deveria existir", argumentou Jones Manoel sobre as declarações de Sean Purdy e Álvaro Bianchi nas redes sociais

Os professores Sean Purdy, de História da USP, e Álvaro Bianchi, diretor do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Unicamp, criticaram a inclusão de um artigo no primeiro número da revista Jacobin no Brasil e pediram censura ao historiador negro, mestre em Serviço Social, Jones Manoel, por considerá-lo “stalinista”.

“Acho um enorme equívoco publicar um stalinista orgulhoso na Jacobin Brasil”, comentou Sean Purdy no Twitter, ganhando o apoio de Bianchi. “Deveriam ter avisado antes”.

Leia mais: Revista Fórum

contador gratuito de visitas

Coluna

Finda-se um ano e já próximo do novo ano devemos ficar atentos aos acontecimentos políticos, já que as eleições municipais marcadas para menos de um ano, tem uma importância crucial no atual contexto da bipolarização política e ideológica, que tomou conta da sociedade brasileira por esgotamento ou...
A região foi impactada neste mês de setembro com a denúncia da Polícia Federal do mau uso do dinheiro público em São Bernardo do Campo, indiciando o prefeito por corrupção passiva e fraudes em licitações. A denúncia pode afetar a governabilidade municipal? Isso é o que interessa para o cidadão,...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Contato

Herbert Schutzer schutzer@hschutzer.com.br